fbpx
 
Suco e salada de frutas num campo de futebol com crianças j

Dica da Nutri – Seu filho mais saudável

 Saiba como seu filho pode ser mais saudável com uma boa alimentação

Alimentação saudável não é só para os adultos, sabia? É importante garantir que seu filho também esteja se alimentando de maneira balanceada e com qualidade. As dúvidas sobre nutrição infantil são muitas! Mas fazer com que a criançada tenha uma alimentação saudável é mais fácil do que parece.

Nesse Dica da Nutri especial para os pequenos, nossa querida nutricionista, Maria Fernanda Kawabata, vai dar alguns toques para os pais que se preocupam com a alimentação dos filhos. Fique por dentro:

 

Quando falamos sobre alimentação infantil temos que ter cuidados redobrados. Tanto pela fase crucial de crescimento e desenvolvimento, como pela facilidade de aprendizado que eles possuem. Muitas vezes as crianças desenvolvem gostos e vontades de acordo com exemplos que lhe são apresentados. Nem todos os alimentos agradam o paladar de primeiro, então é necessário atenção e cuidado para oferecer alimentos nutritivos e nas quantidades adequadas que elas precisam. A OMS recomenda pelo menos 5 porções de frutas, verduras e legumes por dia. A quantia estipulada está ligada a quantidade de nutrientes ofertada e a prevenção contra as doenças crônicas do século (pressão alta, diabetes, obesidade infantil).

Menino comendo salada de frutas

Menino comendo a saladinha de frutas do Sucão

 

De um modo geral sempre sugerimos oferecer um prato colorido e chamativo ou até
mesmo divertido. Isso ajuda no estímulo que a criança terá para se alimentar e nos
nutrientes envolvidos. Os alimentos também não devem ter consistência muito mole. É
importante que eles fortaleçam a musculatura da boca e mastiguem o necessário. Sempre
que possível é interessante oferecer as frutas com casca, já que é onde normalmente estão
concentradas as vitaminas, minerais e fibras. Elas devem ser bem higienizadas.
Além disto, deve-se oferecer pequenas quantidades de um novo alimento, em
pratinhos pequenos, aguardando que a criança solicite gradativamente maiores quantidades.

Oferecer porções exageradas (conduta normalmente observada em pais ansiosos ou
inseguros quanto à boa alimentação de seu filho) pode trazer perda de apetite (baixo peso)
ou apetite exacerbado para a criança (obesidade infantil).

As refeições devem ser balanceadas com os nutrientes básicos (proteínas,
carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais) e nas quantidades adequadas. A boa
alimentação traz inúmeros benefícios para a saúde dos nossos pequenos, inclusive em
relação ao desenvolvimento cerebral, o que ajuda no desempenho na escola também. Mas
eles aprendem a apreciar a diversidade de sabores, texturas, formas e cores.

Suco e salada de frutas num campo de futebol com crianças

Salada de frutas da época e suco de frutas vermelhas

 

As proteínas são matérias-primas para a multiplicação de células e para o
crescimento da criança. Toda parte estrutural depende da oferta desse nutriente
(manutenção, reparação e crescimento). Entretanto, atingir as recomendações de proteínas
para a criança é algo muito fácil. Uma criança de 3 anos de idade necessita de cerca de 16g
de proteínas por dia, o que significa consumir dois copos pequenos de leite (500ml) ou um
bife pequeno ao dia. Opções proteicas mais comuns são as carnes, frango, peixe, ovos, leite
e seus derivados.

Os carboidratos são os principais fornecedores de energia a ser utilizada pelo
organismo da criança nos processos de crescimento, desenvolvimento e ainda para suas
atividades diárias. A aceitação da criança pelo carboidrato é muito boa e estes devem ser a
base de sua alimentação da criança desde que de boa qualidade. São encontrados em: arroz,
macarrão, batata, mandioca, cará, pães, mandioquinha, cereais matinais, farinhas, etc.

 

Suco e salada de frutas num campo de futebol com crianças j

Menina comendo o Misto Light do Sucão

 

Cuidado com os excessos! O carboidrato é o alimento mais fácil de ser consumido em maior
quantidade que o necessário e, principalmente, os de qualidade ruim (açúcares refinados,
doces, bolos e afins). Costumam deixar as crianças excessivamente energéticas e quando o
nível de açúcar no sangue diminui elas tendem a ficar prostradas e fadigadas.
As gorduras são uma forma secundária de energia para a criança. Apresentam um
processo digestivo e absortivo mais lento e difícil. Portanto não se deve exagerar nas
quantidades de gorduras a serem oferecidas. As melhores fontes de gordura estão nos óleos
vegetais, azeite de oliva, abacate, óleo de peixe, oleaginosas (castanhas, amêndoas), coco
seco, entre outros. É importante também evitar o excesso de gordura saturada e frituras, o
que pode trazer um aumento nos níveis de colesterol na infância.

Por fim, temos uma grande variedade de vitaminas e minerais, sendo que cada um
deles desempenha uma função importante para o organismo da criança. Estão presentes em
diversos tipos de alimentos. Mas podemos destacar as frutas, verduras e legumes.
Alguns micronutrientes que podemos dar mais atenção são:

Vitamina A
A vitamina A participa intensamente do crescimento, integridade da pele, visão e
ainda aumenta resistência contra doenças infecciosas. As principais fontes são: vegetais
amarelo-alaranjados (cenoura, abóbora, mamão, manga, etc.), vegetais verde-escuros
(couve, espinafre, etc.), fígado, manteiga, leite integral e gema de ovo.

Vitamina C
A vitamina C é importante para regular o organismo e protegê-lo por ser um
poderoso antioxidante. As melhores fontes são: frutas cítricas (laranja, limão, etc.), acerola,
caju, goiaba, abacaxi, couve, espinafre, tomate, etc.

Cálcio
O cálcio é fundamental para formação dos ossos, dentes e para a contração
muscular. As principais fontes são: laticínios (leite, iogurte, queijos), brócolis, feijão, peixes e
nozes. Até os 10 anos de idade a criança necessita de 800 miligramas (mg) de cálcio ao dia.

Ferro
O ferro é importante para a formação das células vermelhas do sangue e previne a
anemia. Boas fontes de ferro são: fígado, carnes vermelhas, gema de ovo, folhas verde-
escuras, feijão, etc. Entretanto, vale dizer que o ferro de origem animal (carnes) é muito
melhor absorvido pelo organismo do que o de origem vegetal.
Até os 10 anos de idade a criança necessita de 10 miligramas (mg) de ferro ao dia.

Menina loira tomando suco

Menina tomando o suco de laranja do Sucão

 

Com essas dicas fica fácil oferecer uma alimentação mais saudável pra criançada, certo? Confira no cardápio do Sucão as diversas opções de pratos nutritivos e coloridos.

Confira também a edição anterior do dica da nutri, na qual a Maria Fernanda Kawabata falou sobre a importância da Vitamina C.

Lembrando que a Maria atende na Clínica Vida em Campinas!

 

 

Nenhum comentário disponível

Publique seu comentário: