fbpx

Disciplina alimentar com crianças: hábitos saudáveis para implementar já!

Os hábitos alimentares das crianças são, muitas vezes, uma preocupação para os pais que não sabem incentivar uma vida saudável desde a infância. É comum surgir alguma dificuldade com a rotina alimentar infantil, mas é totalmente possível mudar os hábitos com atitudes e comportamentos corretos. 

Confira abaixo alguns hábitos alimentares para implementar em casa e conseguir a tão sonhada disciplina com os filhos:

 

Nutrientes importantes na alimentação infantil

Para ser saudável, a alimentação precisa ser balanceada, levando em consideração os nutrientes essenciais do corpo humano, que promovem saúde e qualidade de vida adequada até a fase adulta. 

As necessidades básicas de uma criança consistem em ter acesso aos nutrientes mais importantes para o corpo, como os minerais, vitaminas, proteínas, fibras e carboidratos. Alguns exemplos podem ser: cereais, tubérculos, raízes, verduras, legumes, frutas, leite, queijos, iogurtes, carnes, ovos e feijão. 

 

Mas como fazer com que os filhos consumam estes nutrientes?

  • Para começar, é importante entender que as crianças vivem à base de exemplos! Isso quer dizer que: não espere que seu filho desenvolva hábitos saudáveis sem estímulo. É importante que a casa toda esteja envolvida em uma rotina alimentar!
  • Criar uma rotina de horários e práticas recorrentes também é uma maneira de incentivo. Sente-se à mesa, faça parte desse momento e estabeleça horários para cada refeição.
  • Apresente os alimentos que estão no prato, principalmente se a criança estiver em fase de desenvolvimento e aprendizagem. Explique do que se trata cada ingrediente, como você os combinou e experimente todos eles junto com as crianças para despertar o desejo neles também!
  • Evite forçar! Um grande erro no momento da alimentação é obrigá-la a consumir tudo que tem no prato. O momento da alimentação precisa ser prazeroso e de descobertas! Já parou pra pensar que ela pode simplesmente não gostar daqueles sabores? Isso também acontece na vida adulta! Uma boa dica é oferecer o mesmo alimento em algum outro dia ou preparado de uma outra maneira.

 

 

Como ensinar a criança a consumir legumes e vegetais

Além de dar o exemplo, comendo junto com a criança e apresentando os alimentos, o modo de preparo também é um bom aliado no incentivo à alimentação saudável. Busque entender o que seu filho gosta para preparar temperos que agrade ao seu paladar. Para descobrir, faça diferentes combinações entre os ingredientes e perceba quais fazem mais sucesso. E o mais importante: não desista! Apresente os legumes e verduras mais de uma vez: alguns estudos mostram que é preciso de 8 a 10 contatos com o alimento para a criança decidir se gosta ou não. Portanto, deixe a criança escolher o que quer comer, isso vai facilitar (e muito!) a introdução de alimentos saudáveis na rotina. 

Se você perceber que o seu filho não gosta do vegetal em sua forma natural, experimente servir assados, ralados ou escondidos em outros alimentos, como no arroz, feijão ou proteínas. Além disso, você também pode preparar purês e incluir diferentes texturas aos poucos em cada refeição. 

 

Como incentivar a ingestão de frutas

As frutas são excelentes opções para começar a introdução da alimentação saudável. Use a mesma técnica dos legumes e vegetais, ou seja, não desista na primeira tentativa. Por serem doces e agradar o paladar infantil mais facilmente, você pode incluí-las como sobremesas ou lanches da tarde. 

Uma ótima dica é oferecer sucos naturais com as frutas que a criança mais gosta. Além de saborosos, são muito nutritivos e combinam com lanches naturais, refeições completas ou smoothies – com a adição de leite. 

E por último, é importante entender: a forma como a criança se alimenta até os cinco anos de idade, têm reflexo direto na vida adulta. Portanto, quanto antes começar a introdução alimentar saudável, melhor! 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.