fbpx
 

Fala Franqueado-Vivendo o sonho através do negócio próprio

Fala Franqueado-Vivendo o sonho através do negócio próprio

Itamar Sérgio de Lima, 40 anos, é um dos mais novos membros da família Sucão. Proprietário da unidade de Sumaré, Itamar está começando uma nova fase em sua vida, a qual ele mesmo diz que parece estar vivendo um sonho. 

Itamar nasceu em Auriflama, um pequeno município no interior do estado de São Paulo com aproximadamente 15 mil habitantes. Começou a trabalhar ainda jovem. Até os 15 anos de idade, sua ocupação era trabalhar nas fazendas da cidade cuidando de gado. 

Filho de pais separados, Itamar se viu ainda garoto precisando tomar uma difícil decisão. Em 1995, o pai se muda para Sumaré, a 472 Km da cidade natal, buscando melhores oportunidades de trabalho. O menino decide por ir junto do pai, queria construir um futuro melhor para si e para sua família.  

Loja de comida saudável com três atendentes dentro vestido camisetas verdes

Loja do Sucão em Sumaré

 

Uma nova vida em Sumaré

O primeiro emprego de Itamar em Sumaré foi em um supermercado, trabalhando como empacotador. Lá ele pegou gosto em trabalhar com o público. Itamar diz ter passado 1 ano e 8 meses no supermercado. Em seguida, surgiu a oportunidade para o jovem entrar em um emprego numa fábrica de tecelagem. Foi o primeiro contato de Itamar com o universo da indústria. 

Em 1998, com 18 anos e já trabalhando em fábricas, Itamar vai atrás de se especializar. Faz cursos de mecânica e ferramentaria, área pela qual ele se interessou bastante. Outras oportunidades de emprego aparecem e, visando o crescimento dentro da empresa, ele faz também o curso de mecatrônica, especialização em alta na época. 

O setor em que Itamar trabalhava na fábrica em Sumaré fecha e ele perde o emprego. Mas não tardou para Itamar receber uma oportunidade para trabalhar em uma grande montadora japonesa, empresa na qual ele viria a fazer carreira. Ele entrou com 20 anos, saindo da base das linhas produção e progrediu, escalando os cargos. Passou para os setores administrativos e começou a liderar equipes. Durante sua passagem pela montadora, Itamar teve a oportunidade também de fazer faculdade. Ele se formou em Gestão da Produção.

Nesses anos todos em que Itamar esteve na indústria, as coisas mudaram bastante em sua vida. Começou a viajar bastante a trabalho. Até o Japão ele conheceu! Ele conta que esse período foi de muito aprendizado, crescendo profissional e pessoalmente. Itamar afirma que a doutrina japonesa presente na empresa o moldou como ser humano. A disciplina e o respeito são coisas que ele carrega até hoje e aplica em todas as áreas de sua vida, seja no trabalho ou com sua família. 

Em fevereiro de 2006, Itamar se casa com Rosângela. Ele conta que se encantou com ela nas festinhas de amigos. Em Rosângela, Itamar viu uma parceira com qual pudesse crescer e construir algo juntos. O casal teve dois filhos, Gabriele e Tomás, que hoje tem 8 e 12 anos respectivamente. 

Agora Itamar e a esposa tinham uma vida estável. Mas depois de tantos anos trabalhando na montadora, ele já sentia um certo desgaste. Sentia que sua vida útil ali estava se aproximando do fim. Não tinha muito mais para onde ir. Ele começou então a fazer planos. Já tinha em mente montar o próprio negócio! Colocou na cabeça que em cinco anos deveria sair e perseguir esse novo objetivo.

Porém, nem tudo na vida se dá no tempo em que planejamos. A esposa foi mandada perdeu o emprego e, seis meses depois Itamar também foi mandado embora. O sonho de empreender, que estava planejado para acontecer anos a frente, precisava acontecer o quanto antes. Itamar tinha que tomar uma decisão para ontem, afinal de contas, tinha uma família para cuidar.

Ele até chegou a fazer algumas entrevistas de emprego, mas logo percebeu que a aquela vida não era mais pra ele. Não condizia com seus sonhos. Itamar queria algo novo!

Itamar trabalhando no caixa de sua loja do Sucão em Sumaré

 

É chegada a hora de empreender!

Pensou em abrir algum negócio local, como padaria, mercado, etc. Mas já estava de olho no mercado de franquias.Visitou feiras e pesquisou bastante sobre o assunto. Foi quando apareceu a oportunidade no shopping que estava para ser inaugurado em Sumaré, localizado a uma quadra da casa onde Itamar mora com sua família. 

Conversando com a administração do shopping, tomou conhecimento de algumas franquias que estavam interessadas em abrir loja no local. Dentre elas, um nome chamou sua atenção: Sucão. Ele já era cliente da rede. Frequentava as unidades de Hortolândia e do Shopping Dom Pedro em Campinas. Ele e a esposa já adoravam as saladas e os sucos do cardápio

Pessoa-utilizando-garfo-verde-para-pegar-uma-salada-em-um-bowl-branco

Salada Sucão com filé de tilapia

 

Itamar diz que a partir desse momento passou a olhar o Sucão com outros olhos. Com os olhos de futuro franqueado. Ele diz que, para entender melhor o funcionamento do negócio, ia até um Sucão, comprava um prato, observava o atendimento, a operação, o fluxo de clientes. Itamar conta que chegava a passar de duas a três horas sentado na frente da loja, observando tudo.

Conversando com sua esposa, ele dizia: “Isso é tendência! Não é algo passageiro”. Itamar comenta que o crescimento do número de academias na sua cidade é uma prova de que as pessoas realmente estão buscando um estilo de vida mais saudável. Ele viu a oportunidade de estar abraçando esse público cada vez mais engajado com a própria saúde. Ele ainda diz: “A pessoa que trabalha em um escritório não quer vir aqui e comer algo pesado pra depois voltar a trabalhar. Ela prefere uma alimentação mais leve!”. Itamar completa: “O Sucão dá a oportunidade de você ter uma alimentação rápida, prática e saudável”. 

A decisão já estava clara! Itamar decidiu não perder tempo. Entrou em contato com o Sucão e em pouco tempo fechou negócio. No dia 14 de novembro de 2019, a loja de Itamar no Shopping Park City Sumaré foi inaugurada. O sucesso foi imediato! O público de Sumaré abraçou o Sucão de forma espetacular.

Itamar diz que, para ele, viver bem é isso que ele está começando a viver nessa nova fase da vida. Ele conta que antes, quando chegava no domingo a noite e pensava no trabalho do dia seguinte, sentia um frio na barriga. Hoje, ele afirma não ter mais esse sentimento. Pelo contrário, ele se anima para o próximo dia de trabalho em sua loja do Sucão. Itamar comenta que esse é um momento muito bom para ele. Momento de muitas mudanças e de crescimento pessoal.

“Ainda não caiu a ficha, parece que estou vivendo um sonho”

 

E você? Não acha que já está na hora de começar a viver o seu sonho? Clique aqui e saiba como fazer parte da família Sucão!

No Comments

Post A Comment